Publicações

Dia Mundial da Esclerose Múltipla

Entendendo a Esclerose Múltipla

O que é?

A Esclerose Múltiplca (EM) se caracteriza por uma doença inflamatória, crônica, progressiva e de caráter degenerativo. Ela acomete, principalmente, adultos jovens, os quais desenvolvem diversos sintomas físicos, neurológicos, psicológicos, entre outros. Esse diagnóstico é mais comum em mulheres e em indivíduos de pele branca que vivem em zonas temperadas.

Diagnóstico

O diagnóstico dessa doença resume-se à observação clínica, complementado por exames de imagem, como ressonância magnética e também pelo exame de líquor.

Sintomas

Os estágios iniciais da doença podem dificultar o diagnóstico, sendo bastante sutil. Os sintomas são transitórios e aparecem com intervalos, podem ocorrer a qualquer momento e o paciente pode não apresentar quaisquer sinais da doença por meses ou anos.

Após a estabilização da doença, os sintomas mais comuns podem transitar nos âmbitos sensorial e psíquico, sensitivo-motor, sexual, visual e de fala. Pacientes também relatam sintomas que interferem no intestino e funcionamento da bexiga. Além disso, 8 a cada 10 pessoas com o diagnóstico de EM relatam fadiga e sonolência.

Tratamento

O objetivo do tratamento se baseia em aumentar o intervalo entre um surto e outro, bem como diminuir sua intensidade. Para isso são utilizados corticóides, além de imunossupressores e imunomoduladores para auxiliar no espaçamento dos episódios.

É importante ressaltar que, mesmo não tendo cura, quanto mais cedo a EM for diagnosticada, melhor o seu prognóstico. Isto é, as intervenções no estágio inicial da doença podem aumentar de maneira significativa a qualidade de vida do indivíduo.

 

Referências 

Almeida, S. R., Bensuaski, K., Cacho, E. W. A., & Oberg, T. D. (2017). Eficiência do treino de equilíbrio na esclerose múltipla. Fisioterapia em movimento, 20(2).

Morales, D., Rizo, R., Morales, N. D. M. O., Rocha, F. C. G. D., Fenelon, S. B., Pinto, R. D. M. C., & Da Silva, C. H. M. (2007). Qualidade de vida em portadores de esclerose múltipla. Arquivos de Neuro-Psiquiatria, 454-460. https://www.minhavida.com.br/saude/temas/esclerose-multipla https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/esclerose-multipla/

Voltar