Publicações

Intervenção Cognitiva para Idosos

Vamos falar sobre intervenção cognitiva? A literatura utiliza diversos termos para definir as intervenções cognitivas. Os termos comumente utilizados para definir a intervenção cognitiva são: estimulação cognitiva, treinos cognitivos e reabilitação cognitiva.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
1) A estimulação cognitiva consiste em repetir tarefas padronizadas, caracterizando-se por aplicar esforço mental ao indivíduo e pouco esforço de aprendizagem e de estratégia. É frequente a utilização do computador como ferramenta para implementar essas tarefas, especialmente, no formato de games.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
2) Os treinos cognitivos também utilizam tarefas padronizadas, porém, focam nas funções cognitivas como memória, atenção, resolução de problemas, velocidade de processamento, etc., podendo utilizar o formato unimodal, para trabalhar uma única função, ou multimodal, para treinar várias funções. O objetivo é que o indivíduo crie estratégias para melhorar seu desempenho cognitivo, além dos treinos em si.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
3) A reabilitação cognitiva auxilia os pacientes a trabalharem a cognição através de múltiplas atividades, em diversos âmbitos, além dos treinos cognitivos. O modelo de reabilitação cognitiva implica três entes integrados, em prol do paciente, o terapeuta, o paciente e sua família. Essa cooperação possibilita que sejam estabelecidos objetivos factíveis e úteis para o tratamento do paciente. Salienta-se que é de fundamental importância a conscientização do paciente a respeito dos déficits e o suporte da família para que o mesmo continue o tratamento.

Voltar