Filmes e Séries

3 Lições de Neuropsicologia do filme "A Teoria de Tudo"

1) Mais conhecida como ELA, a Esclerose Lateral Amiotrófica compromete gradativamente a capacidade da pessoa executar movimentos planejados, atingindo também os músculos responsáveis pela fala, alimentação e respiração.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
2) O filme evidencia a importância de uma equipe multidisciplinar (psicólogos, neuropsicólogos, médicos, fisioterapeutas, enfermeiras e cuidadores) para realizar, desde o diagnóstico precoce, até o tratamento do paciente com diagnóstico de ELA e o suporte aos seus familiares. Graças ao trabalho interdisciplinar colaborativo de profissionais capacitados e à tecnologia, Stephen conseguiu se adaptar ao seu diagnóstico e conviver com o mesmo até seus 76 anos.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
3) O apoio da família e o equilíbrio emocional também influenciam fortemente no prognóstico de um paciente. Assim como Stephen, muitos pacientes, ao receberem o diagnóstico, acabam se deprimindo, negando a doença e se privando de fazer aquilo que gostam. No filme, o suporte da sua ex-esposa Jane Wilde foi essencial para o seu desenvolvimento e sucesso.

Voltar